3 de fevereiro de 2017
Por Palmir
JBS fecha unidade em Coxim e dispensa 210 funcionários

Crise foi um dos motivos alegados para fechamento
O frigorífico do grupo JBS em Coxim encerrou as atividades esta semana. A unidade tem capacidade de abater entre 400 a 600 animais por dia e empregava mais de 200 pessoas.
O Sindimassa-MS recebeu a confirmação da direção da empresa e iniciou as tratativas, em audiência no Ministério Público do Trabalho, com os advogados da empresa para garantir o pagamento dos direitos dos trabalhadores, bem como assegurar o fim das ações coletivas que estavam em curso contra o grupo que pediam pagamento de direitos trabalhistas não cumpridos.
MOTIVO
Em nota, o grupo alegou que o contrato de sublocação da unidade encerrou e não houve acordo com a locatária, no caso a River Alimentos Ltda. “Não foi possível chegar a um acordo que permitisse a manutenção da operação em Coxim. A empresa já vinha diminuída as atividades desde setembro e em novembro teve inicio de algumas demissões”, explicou Fábio Salomão Bezerra, presidente licenciado do Sindmassa-MS.
Ainda segundo a direção do grupo para justificar o fechamento da unidade em Coxim, a variação do dólar bem como o consumo interno que caiu nos últimos meses impactou na operação da planta e por isso ocorreu o fechamento. A empresa havia arrendado a estrutura da River Alimentos em abril de 2012. A planta é de propriedade do Grupo Margem. Na época, o grupo estava em expansão e em dois meses arrendou cinco frigoríficos em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, criando capacidade de abate de 4,5 mil cabeças.
Representante sindical dos trabalhadores do JBS em Coxim, o Sindmassa-MS vem prestando todo auxílio necessário para que o trabalhador seja alocado em outras unidades na região, enquanto aguarda uma possível retomada dos abates naquela planta por outro grupo empresarial, já articulada pelo governo estadual, inclusive oferecendo incentivos fiscais para que volta a operar na região. “Temos quatro meses em que os funcionários receberão o seguro-desemprego, nesse período esperamos que o próprio JBS ou um novo grupo possa reabrir o frigorífico”, disse Fábio Bezerra, que participa da negociação.
Em assembleia geral, realizada com os trabalhadores, o Sindmassa-MS informou à categoria as ações que estão sendo tomadas visando garantir o pagamento dos direitos trabalhistas, bem como o andamento das ações judiciais que já estão em fase conclusão e pagamento. Com uma sub-sede em Coxim, o sindicato vai continuar atuando muito forte para que os trabalhadores sejam amparados e suas famílias não sejam mais uma vez penalizadas pela ação inescrupulosa do capital em Mato Grosso do Sul.

Rua Paraíbuna, 179 - Vila Sobrinho

Fone/Fax: 67 3361.7333

CEP: CEP: 79.110-023

Campo Grande/MS