5 de fevereiro de 2019
Por Palmir
Mato Grosso: frigoríficos são os mais acionados na Justiça do Trabalho

As condições sub-humanas enfrentadas pelos trabalhadores nos frigoríficos resultam em um número enorme de ações trabalhistas.

Desde questões de verbas rescisórias, reclamações de assédio dos patrões, do setor de recursos humanos, bem como, em maior número, os acidentes e doenças do trabalho, e o total desrespeito às legislações vigentes.

Os patrões dos frigoríficos ignoram toda e qualquer condição humana em suas fábricas.

A grande maioria dos frigoríficos faz os funcionários trabalharem muito acima do período permitido, ou seja, oito horas diárias. Há localidades em que chegam a 14 horas diárias. Os equipamentos de proteção e segurança são inadequados, o ritmo de trabalho é extenuante, um trabalhador chega a desossar uma coxa de frango em menos de 10 segundos, sete coxas em um minuto.

Os acidentes, inclusive com mortes, são uma rotina nos frigoríficos.

Os frigoríficos são conhecidos por ser um setor industrial insalubre, no entanto os patrões, como os do grupo JBS/Friboi, entre outros, desrespeitam totalmente a legislação referente a esta questão. No Estado do Mato Grosso, foi necessário uma ação coletiva de três fábricas desse grupo, e depois de vários anos para que os quase três mil trabalhadores dessas fábricas viessem a receber o adicional de insalubridade, ou seja, os patrões, para o aumento de seu lucro, sempre confiscaram os trabalhadores.

No Mato Grosso, somente no ano de 2018, a Justiça Trabalhista teve uma demanda de mais de 25 mil ações, sendo a maior parte pertencente aos frigoríficos, que podem durar até cinco anos para que se tenha a sentença e, caso o trabalhador reclamante, em uma possibilidade muito remota venha ganhar, as verbas são insignificantes e não repõe as condições de vida anteriores dos trabalhadores, antes de começarem nos verdadeiros abatedouros de gente que são os frigoríficos.

Rua Paraíbuna, 179 - Vila Sobrinho

Fone/Fax: 67 3361.7333

CEP: CEP: 79.110-023

Campo Grande/MS