10 de julho de 2019
Por Palmir
Profissão, Padeiro

Uma atividade cada vez mais valorizada no mercado

O mercado de padarias está mais aquecido devido à mudança no perfil do consumidor e à entrada de novos empresários no setor de panificação. A produção de pães vem aumentando graças a abertura de novas padarias, cafeterias e lanchonetes. O resultado é a valorização do profissional que faz pães, salgados ou doces, recheados ou não, e que também fabrica bolos, tortas, biscoitinhos salgados, doces, enfim, uma diversidade que atende todo tipo de demanda. Resumindo, está em alta a figura do popular padeiro, oficialmente identificado como panificador, aquele profissisonal que trabalha de madrugada.

O sucesso de qualquer estabelecimento comercial depende da capacidade de atrair e conquistar a simpatia dos clientes, o que não depende apenas dos proprietários. Em se tratando das padarias, o responsável pela elaboração dos produtos, o senhor padeiro, exerce um importante papel nessa empreitada, uma vez que a qualidade dos produtos é um dos itens que mais pesam na avaliação dos consumidores.

Para em atuar nesse mercado de trabalho, o profissional requer, antes de mais nada, especial técnica e treinamento. Devidamente capacitado, o padeiro irá conquistar não somente a empresa para a qual presta seus serviços, como também os clientes da casa. Disso resultam o respeito e o quanto ele será requisitado.

A agitação do mundo moderno leva as pessoas a abrirem mão de fazer suas refeições em casa e neste contexto, é visível o crescimento de bares, restaurantes, padarias, mercados e supermercados, o que exige a contratação de mão de obra especializada para atender uma demanda cada vez mais exigente.

Sendo assim, a oferta de produtos variados, bem embalados e conservados, e, sobretudo, com boa aparência são fatores indispensáveis para agradar o público, garantir  a sobrevivência da empresa e mostrar a excelência de seu profissional. Assim como ingredientes de qualidade, controle e conhecimento das técnicas utilizadas na elaboração do produto e, nunca esquecer, o prazo de validade.

O novo padeiro

É inegável que estabelecimentos que vendem pães estão muito diferentes. Desde o início dos anos 1990, as padarias vêm se transformando em lojas atraentes, algumas até aderiram ao estilo padaria-butique. As boutiques de pães se espalham pelo país. Até porque, a gourmetização e a diversidade na fabricação panificadora “exigem” novos ambientes. O mercado de panificação está cada vez mais concorrido.

Em consequência, aumentam as pressões por mais aperfeiçoamento dos padeiros, que tem entre suas atribuições: fabricar as massas, modelar e assar pães, produzir os recheios e coberturas, bater e assar massas de bolos, tortas, biscoitos, confeitar, embalar os produtos produzidos e armazená-los corretamente, operar fornos, criar e adaptar receitas de massas, entre outras.

Resumindo, para ser mais do que bom panificador não basta uma formação específica. Ele deve conhecer as receitas, fazer adaptações, anotar detalhes dos pedidos etc. Tendo em vista a competitividade do mercado, o profissional que deseja se destacar deve estar sempre disposto a novas capacitações, fazendo cursos de atualização/qualificação, participando de treinamentos, workshops, feiras de culinária etc.

A competitividade é forte e há um número cada vez maior de padarias que oferecem serviços e produtos diferenciados, o que leva os empresários do setor a contratar mão de obra qualificada. Esses são os profissionais mais requisitados. Mais, com certa frequência ouvimos queixas no setor sobre a falta de profissionais qualificados para preencher vagas.

O panificador/padeiro também pode administrar o estabelecimento, trabalhar em padarias artesanais ou por conta própria, atendendo a encomendas. Como autônomo, escolhe o produto que pretende comercializar e para quem: padarias, docerias, ou para entregas em domicílio.

Rua Paraíbuna, 179 - Vila Sobrinho

Fone/Fax: 67 3361.7333

CEP: CEP: 79.110-023

Campo Grande/MS